ATENÇÃO: Devido a problemas de hardware somos obrigados a reindexar toda a base de dados. Esse processo leva algum tempo pelo que nas próximas 48 horas os resultados de busca serão de baixa qualidade. Lamentamos o sucedido.

Helder Guerreiro
2019-06-24 15:05

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto-lei 93/80, de 22 de Abril

Partilhar:

Sumário

Introduz alterações ao Decreto-Lei n.º 385/79, de 19 de Setembro (Estatuto Orgânico da Secretaria de Estado da Reforma Administrativa).

Texto do documento

Decreto-Lei 93/80

de 22 de Abril

Na última orgânica do Governo, aprovada pelo Decreto-Lei 3/80, de 7 de Fevereiro, previu-se uma Secretaria de Estado da Reforma Administrativa, que integrou os serviços da Secretaria de Estado da Administração Pública.

Esta substituição corresponde a uma atitude política, virada para a modernização e reforma da Administração, em ordem ao aumento de produtividade dos serviços e maior realização pessoal dos funcionários e agentes, aliás em cumprimento do Programa do Governo.

Para atingir tal objectivo, carece, porém, a Secretaria de Estado de uma estrutura simples e operacional capaz de levar à prática:

O apoio directo ao Secretário de Estado em todos os problemas que não digam respeito exclusivamente a um único serviço;

A coordenação dos estudos e planeamento das acções de modernização e da Reforma Administrativa;

A integração das acções da Reforma Administrativa no plano nacional, o que implica uma íntima ligação com as Secretarias de Estado da Integração Europeia, da Administração Regional e Local, do Orçamento e do Planeamento;

O acompanhamento e contrôle do plano e dos programas da Secretaria de Estado, elaborados a partir dos planos e programas de cada um dos serviços da SERA;

O contrôle técnico do crescimento dos serviços e efectivos da Administração e da função pública.

São estas lacunas que o presente diploma pretende colmatar, através da necessária alteração da estrutura orgânica da Secretaria de Estado da Reforma Administrativa, constante do Decreto-Lei 385/79, de 19 de Setembro.

Desta alteração não advirá qualquer aumento dos efectivos da Secretaria de Estado da Reforma Administrativa, nem tão-pouco aumento de despesa.

Assim:

O Governo decreta, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 201.º da Constituição, o seguinte:

Artigo 1.º

O n.º 1 do artigo 2.º e o artigo 3.º do Decreto-Lei 385/79, de 19 de Setembro, passam a ter a seguinte redacção:

Artigo 2.º

(Domínios de actuação)

1 - As atribuições da Secretaria de Estado exercem-se, fundamentalmente, nos seguintes domínios:

a) Estudos e planeamento das acções de modernização e da Reforma Administrativa;

b) Organização e gestão administrativa;

c) Racionalização administrativa;

d) Informática;

e) Política geral de pessoal;

f) Regime jurídico e condições gerais de trabalho;

g) Condições sócio-económicas dos funcionários e agentes;

h) Recrutamento, formação e aperfeiçoamento profissional;

i) Organização, gestão e desenvolvimento de recursos humanos;

j) Informação científica e técnica.

Artigo 3.º

(Serviços)

A Secretaria de Estado compreende os seguintes serviços:

a) Gabinete de Estudos e Planeamento;

b) Direcção-Geral da Organização Administrativa;

c) Direcção-Geral da Função Pública;

d) Direcção-Geral de Recrutamento e Formação;

e) Serviço de Integração Administrativa;

f) Centro de Informação e Documentação Administrativa;

g) Serviços de administração geral.

Art. 2.º É aditado ao Decreto-Lei 385/79, de 19 de Setembro, o artigo 3.º-A, com a seguinte redacção:

ARTIGO 3.º-A

(Gabinete de Estudos e Planeamento)

1 - O Gabinete de Estudos e Planeamento, abreviadamente designado por GEP, dirigido por um director-geral, coadjuvado por dois subdirectores-gerais, cujos lugares se consideram desde já criados, é o serviço de apoio técnico directo ao membro do Governo responsável por dinamizar a formulação da política, planeamento e coordenação de modernização e da Reforma Administrativa.

2 - As atribuições do GEP exercem-se, fundamentalmente, nos seguintes domínios:

a) Coordenação dos estudos conducentes à formulação da política de modernização e da Reforma Administrativa;

b) Planeamento integrado das acções de modernização e reforma;

c) Acompanhamento e contrôle das acções referidas na alínea anterior;

d) Contrôle do crescimento de serviços e efectivos da Administração Pública em estreita colaboração com as direcções-gerais da Secretaria de Estado.

Art. 3.º - 1 - Os encargos com o pessoal do quadro do GEP serão suportados, no corrente ano, por verbas de pessoal inscritas nos orçamentos do Gabinete do Secretário de Estado da Reforma Administrativa e das direcções-gerais da Secretaria de Estado, em termos a fixar na portaria a que se refere o artigo 5.º 2 - O apoio administrativo ao GEP será assegurado pelos Serviços de Administração Geral da Secretaria de Estado.

Art. 4.º - 1 - A partir da data da entrada em funcionamento do GEP considerar-se-á extinta a Comissão de Racionalização de Efectivos da Administração Pública, instituída pela Resolução 86/79, de 7 de Março do Conselho de Ministros.

2 - Sem prejuízo das suas atribuições, o GEP promoverá a conclusão dos trabalhos em curso na Comissão a que se refere o número anterior.

Art. 5.º A regulamentação do GEP será feita por portaria do Primeiro-Ministro, do Vice-Primeiro-Ministro e do Ministro das Finanças e do Plano.

Art. 6.º Este diploma entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 27 de Março de 1980. - Francisco Sá Carneiro.

Promulgado em 12 de Abril de 1980.

Publique-se.

O Presidente da República, ANTÓNIO RAMALHO EANES.

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/1980/04/22/plain-75.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/75.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

Ligações para este documento

Este documento é referido nos seguintes documentos (apenas ligações a partir de documentos da Série I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1980-05-14 - Portaria 244/80 - Presidência do Conselho de Ministros e Ministério das Finanças e do Plano

    Estabelece a orgânica do Gabinete de Estudos e Planeamento.

  • Tem documento Em vigor 1980-12-12 - DECLARAÇÃO DD6667 - MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

    Declara terem sido autorizadas alterações nos orçamentos de Encargos Gerais da Nação e de vários Ministérios.

  • Tem documento Em vigor 1981-01-15 - DECLARAÇÃO DD6238 - PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

    Declara ter sido rectificada a declaração de alterações orçamentais publicada no Diário da República, 1.ª série, n.º 286, de 12 de Dezembro de 1980.

  • Tem documento Em vigor 2018-05-08 - Decreto-Lei 32/2018 - Presidência do Conselho de Ministros

    Determina a cessação de vigência de decretos-leis publicados entre os anos de 1975 e 1980

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda