Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto-lei 285/84, de 22 de Agosto

Partilhar:

Sumário

Define novos critérios de atribuição de certificados de operador radiotelefonista para o serviço móvel marítimo.

Texto do documento

Decreto-Lei 285/84
de 22 de Agosto
Considerando a necessidade de definir novos critérios de atribuição de certificados de operador radiotelefonista para o serviço móvel marítimo de forma que, por um lado, acompanhem os internacionalmente estabelecidos e, por outro, correspondam aos interesses e características da actividade marítima nacional;

Considerando que a alteração se deverá pautar pelo conjunto de exigências do Regulamento das Radiocomunicações anexo à Convenção Internacional de Telecomunicações, nomeadamente quanto ao tipo, limitações e modelos dos certificados;

Considerando que, no sentido de simplificar o quadro legal existente sobre o assunto, se pretendem concentrar no Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca (RIM) as disposições relativas aos exames e passagem dos certificados de operador radiotelefonista;

Considerando ainda que compete à Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos a promoção e coordenação das actividades relativas à formação, especialização e reciclagem do pessoal da marinha mercante e dos sectores afins:

O Governo decreta, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 201.º da Constituição, o seguinte:

Artigo 1.º O artigo 52.º do Regulamento do Serviço Radioeléctrico das Embarcações, aprovado pelo Decreto 45267, de 24 de Setembro de 1963, passa a ter a seguinte redacção:

Art. 52.º As estações de radiocomunicações das embarcações deverão ser operadas por indivíduos portadores de certificados de qualificação adequados, previstos na legislação em vigor.

Art. 2.º Os artigos 48.º e 49.º, o § 2.º do artigo 141.º, os artigos 157.º-A e 226.º do Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca, aprovado pelo Decreto 45969, de 15 de Outubro de 1964, passam a ter a seguinte redacção:

Art. 48.º O certificado geral de operador radiotelefonista, de modelo apenso a este diploma, será passado pela Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos aos inscritos marítimos que:

a) Possuam a categoria de piloto de 1.ª classe ou superior e tenham frequentado no seu curso de formação uma disciplina de comunicações, ou

b) Obtenham aprovação em exame a efectuar nas condições estabelecidas no artigo 157.º-A.

§ 1.º O presente certificado, sem prazo de validade, é equivalente ao certificado geral de operador radiotelefonista consignado no Regulamento das Radiocomunicações anexo à Convenção Internacional de Telecomunicações.

§ 2.º O titular do certificado geral de operador radiotelefonista poderá operar qualquer instalação radiotelefónica.

§ 3.º A suspensão ou cancelamento da inscrição marítima nos termos dos artigos 15.º ou 15.º-A do presente diploma determinará a suspensão ou cessação da validade do certificado a que se refere este artigo.

Art. 49.º O certificado de operador radiotelefonista da classe A, de modelo apenso a este diploma, será passado pela Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos aos inscritos marítimos que obtenham aprovação em exame a efectuar nas condições estabelecidas no artigo 157.º-A.

§ 1.º O presente certificado terá uma validade de 5 anos e será limitado à operação nas bandas de ondas hectométricas (MF) e métricas (VHF). Menção desta limitação constará no rosto do certificado.

§ 2.º O titular do certificado de operador radiotelefonista da classe A só poderá operar em instalações radiotelefónicas de embarcações que efectuem navegação local ou costeira nacional e comuniquem apenas com estações costeiras nacionais.

Art. 141.º ...
§ 1.º ...
§ 2.º A realização dos exames que, nos termos deste diploma, sejam da responsabilidade da Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos, bem como a passagem dos respectivos certificados, poderá ser delegada, por despacho do director-geral, nas escolas dependentes deste organismo ou em outras entidades, sempre que as circunstâncias o justifiquem.

Art. 157.º-A Os programas de exame para a passagem dos certificados a que se referem os artigos 48.º, 48.º-A, 49.º e 49.º-A e os §§ 1.º, 2.º e 4.º do artigo 50.º serão estabelecidos pela Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos, devendo satisfazer às condições exigidas no Regulamento das Radiocomunicações anexo à Convenção Internacional de Telecomunicações e atendendo a disposições relevantes de outros acordos internacionais aplicáveis de que Portugal seja parte ou o obriguem.

Art. 266.º Em todas as embarcações dotadas de estação radiotelefónica não instalada e não operada de dentro de uma estação radiotelegráfica existirá, pelo menos, 1 operador titular de um certificado apropriado de radiotelefonista passado nas condições estabelecidas nos artigos 48.º, 48.º-A, 49.º ou 49.º-A, excepto quando a estação radiotelefónica possa emitir na banda de ondas decamétricas (HF), em que o operador deverá ser titular de um certificado geral de operador radiotelefonista a que se refere o artigo 48.º

§ único. Todavia, nas embarcações com arqueação bruta igual ou superior a 500 t, mas inferior a 1600 t, dotadas de estação radiotelefónica nas condições constantes do corpo do presente artigo, deverá existir um mínimo de 2 operadores titulares de certificados apropriados de operador radiotelefonista.

Art. 3.º São aditados ao Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca os artigos 48.º-A e 49.º-A e os §§ 1.º e 2.º aos artigos 277.º e 285.º, com as seguintes redacções:

Art. 48.º-A. O certificado restrito de operador radiotelefonista, de modelo apenso a este diploma, será passado pela Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos aos inscritos marítimos que obtenham aprovação em exame a efectuar nas condições estabelecidas no artigo 157.º-A.

§ 1.º O presente certificado é equivalente ao certificado restrito de operador radiotelefonista consignado no Regulamento das Radiocomunicações anexo à Convenção Internacional de Telecomunicações.

§ 2.º O certificado restrito de operador radiotelefonista terá uma validade de 5 anos e será limitado à operação na banda de ondas métricas (VHF) ou nas bandas de ondas hectométricas (MF) e métricas (VHF). Menção da respectiva limitação constará no rosto do certificado.

Art. 49.º-A O certificado de operador radiotelefonista da classe B, de modelo apenso a este diploma, será passado pela Direcção-Geral do Pessoal do Mar e Estudos Náuticos aos inscritos marítimos que obtenham aprovação em exame a efectuar nas condições estabelecidas no artigo 157.º-A.

§ 1.º O presente certificado terá a validade de 1 ano e será limitado à operação nas bandas de ondas hectométricas (MF), de ondas métricas (VHF) ou de ondas hectométricas (MF) e métricas (VHF), simultaneamente.

§ 2.º O titular do certificado de operador radiotelefonista da classe B só poderá operar em instalações radiotelefónicas de embarcações que efectuem navegação local ou costeira nacional e comuniquem apenas com estações costeiras nacionais.

Art. 277.º ...
§ 1.º Em todas as embarcações dotadas de estação radiotelefónica não instalada e não operada de dentro de uma estação radiotelegráfica existirá, pelo menos, 1 operador titular de um certificado apropriado de radiotelefonista passado nas condições estabelecidas nos artigos 48.º, 48.º-A, 49.º ou 49.º-A, excepto quando a estação radiotelefónica possa emitir na banda de ondas decamétricas (HF), em que o operador deverá ser titular de um certificado geral de operador radiotelefonista, a que se refere o artigo 48.º

§ 2.º Todavia, nas embarcações com arqueação bruta igual ou superior a 500 t, mas inferior a 1600 t, dotadas de estação radiotelefónica nas condições constantes do corpo do presente artigo deverá existir um mínimo de 2 operadores titulares de certificados apropriados de operador radiotelefonista.

Art. 285.º ...
§ 1.º Em todas as embarcações dotadas de estação radiotelefónica não instalada e não operada de dentro de uma estação radiotelegráfica existirá, pelo menos, 1 operador titular de um certificado apropriado de radiotelefonista passado nas condições estabelecidas nos artigos 48.º, 48.º-A, 49.º ou 49.º-A, excepto quando a estação radiotelefónica possa emitir na banda de ondas decamétricas (HF), em que o operador deverá ser titular de um certificado geral de operador radiotelefonista, a que se refere o artigo 48.º

§ 2.º Todavia, nas embarcações com arqueação bruta igual ou superior a 500 t, mas inferior a 1600 t, dotadas de estação radiotelefónica nas condições constantes do corpo do presente artigo deverá existir um mínimo de 2 operadores titulares de certificados apropriados de operador radiotelefonista.

Art. 4.º São apensos ao Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca os modelos dos certificados a que se referem os respectivos artigos 48.º, 48.º-A, 49.º e 49.º-A, em conformidade com os anexos I, II, III e IV do presente diploma.

Art. 5.º São aditados ao artigo 34.º do Regulamento Provisório das Embarcações de Recreio, aprovado pelo Decreto-Lei 439/75, de 16 de Agosto, os §§ 1.º e 2.º, com a seguinte redacção:

Art. 34.º ...
§ 1.º Os certificados de operador de radiotelefone são os previstos nos artigos 48.º, 48.º-A, 49.º e 49.º-A do Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca.

§ 2.º Os desportistas náuticos que tenham completado 18 anos de idade poderão requerer a passagem de qualquer certificado de operador radiotelefonista, sujeitos às condições estabelecidas para os inscritos marítimos no Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca.

Art. 6.º Os certificados de operador de radiotelefone emitidos anteriormente à entrada em vigor do presente diploma mantêm-se válidos até à data da respectiva caducidade.

Art. 7.º As taxas a aplicar pela realização dos exames e emissão dos certificados previstos no presente diploma, bem como a forma de satisfazer ao imposto do selo devido, serão estabelecidas por portaria dos Ministros das Finanças e do Plano e do Mar.

Art. 8.º São revogadas as seguintes normas:
a) O artigo 44.º, o § 1.º do artigo 49.º, os artigos 53.º e 54.º, as alíneas m), n), o) e p) do artigo 58.º e o modelo n.º 2 do artigo 71.º do Regulamento do Serviço Radioeléctrico das Embarcações, aprovado pelo Decreto 45267, de 24 de Setembro de 1963;

b) O § único do artigo 47.º do Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca, aprovado pelo Decreto 45969, de 15 de Outubro de 1964;

c) O despacho do Secretário de Estado da Marinha Mercante de 30 de Abril de 1976.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 3 de Julho de 1984. - Mário Soares - Carlos Alberto da Mota Pinto - Carlos Montez Melancia.

Promulgado em 27 de Julho de 1984.
Publique-se.
O Presidente da República, ANTÓNIO RAMALHO EANES.
Referendado em 30 de Julho de 1984.
O Primeiro-Ministro, Mário Soares.

ANEXO I
Modelo do certificado a que se refere o artigo 48.º
(ver documento original)

ANEXO II
Modelo do certificado a que se refere o artigo 48.º-A
(ver documento original)

ANEXO III
Modelo do certificado a que se refere o artigo 49.º
(ver documento original)

ANEXO IV
Modelo do certificado a que se refere o artigo 49.º-A
(ver documento original)

Anexos

  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/65471.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1963-09-24 - Decreto 45267 - Ministério da Marinha - Direcção-Geral da Marinha

    Aprova o Regulamento do Serviço Radioeléctrico das Embarcações.

  • Tem documento Em vigor 1964-10-15 - Decreto 45969 - Ministério da Marinha - Direcção-Geral da Marinha

    Aprova o Regulamento da Inscrição Marítima, Matrícula e Lotações dos Navios da Marinha Mercante e da Pesca.

  • Tem documento Em vigor 1975-08-16 - Decreto-Lei 439/75 - Ministério dos Transportes e Comunicações - Secretaria de Estado da Marinha Mercante

    Aprova o Regulamento Provisório das Embarcações de Recreio anexo a este diploma, e do qual faz parte integrante.

Ligações para este documento

Este documento é referido nos seguintes documentos (apenas ligações a partir de documentos da Série I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1984-08-22 - Portaria 625/84 - Ministério do Mar

    Fixa as taxas a aplicar pela realização de exames de operadores de radiotelefone e pela emissão dos respectivos certificados.

  • Tem documento Em vigor 1984-09-24 - Portaria 749/84 - Ministérios das Finanças e do Plano e do Mar - Secretaria de Estado da Marinha Mercante

    Fixa as taxas a aplicar pela realização dos exames de operadores de radiotelefone e emissão dos respectivos certificados.

  • Não tem documento Em vigor 1984-09-29 - DECLARAÇÃO DD5385 - PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

    Declara ter sido rectificado o Decreto-Lei n.º 285/84, de 22 de Agosto, do Ministério do Mar, que define novos critérios de atribuição de certificados de operador radiotelefonista para o serviço móvel marítimo.

  • Tem documento Em vigor 2019-04-15 - Decreto-Lei 49/2019 - Presidência do Conselho de Ministros

    Determina a cessação de vigência de decretos-leis publicados entre os anos de 1981 e 1985

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda