Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto-lei 385/86, de 15 de Novembro

Partilhar:

Sumário

Determina a possibilidade de os trabalhadores das casas do povo abrangidos pela Portaria n.º 193/79, de 21 de Abril, beneficiarem do acesso aos concursos de provimento das vagas nos organismos e serviços da Administração Pública.

Texto do documento

Decreto-Lei 385/86

de 15 de Novembro

As casas do povo, consideradas instituições de previdência pelas Leis n.os 2115 e 2144, de 18 de Agosto de 1962 e de 29 de Maio de 1969, respectivamente, passaram a ser caracterizadas, desde a entrada em vigor do Decreto-Lei 4/82, de 11 de Janeiro, como pessoas colectivas de utilidade pública, de base associativa, tendo, a partir de então, apenas como finalidade o desenvolvimento de actividades de carácter social e cultural.

Deixou, assim, de lhes competir a gestão do regime especial de previdência dos trabalhadores rurais, a qual transitou para os centros regionais de segurança social e para o Centro Nacional de Pensões, ficando, no entanto, com competência delegada, relativamente àquela gestão, as casas do povo cujas áreas não estivessem ainda abrangidas por serviços locais dos centros regionais de segurança social.

Nesta medida, a maioria das casas do povo viram reduzidas as suas atribuições e competências, pelo que os recursos humanos que lhes estão afectos ficaram em situação de subaproveitamento, situação esta incompatível com os escassos recursos económicos de algumas das referidas pessoas colectivas.

Acresce que os trabalhadores que à data da publicação do Decreto-Lei 4/82, de 11 de Janeiro, se encontravam ao serviço das casas do povo continuaram abrangidos pelo regime de trabalho contido na Portaria 193/79, de 21 de Abril, o qual constitui, nos termos do preâmbulo deste diploma legal, «um regime de transição» para o da função pública, no sentido de integração nesta dos trabalhadores das então designadas «instituições de previdência», em que aquelas se incluíam.

Tendo em conta que a maioria das caixas de previdência havia já sido integrada nos centros regionais de segurança social e que as demais o seriam igualmente de forma escalonada, a curto ou médio prazo, com a consequente transição dos seus recursos humanos para o regime jurídico da função pública, e com vista a não prejudicar estes no seu direito à progressão nas respectivas carreiras, foi publicado o Decreto-Lei 239/85, de 8 de Julho, que veio permitir àquele pessoal, também abrangido pela Portaria 193/79, de 21 de Abril, o acesso aos concursos para provimento de lugares nos quadros dos organismos e serviços da Administração Pública, bem como a utilização dos demais instrumentos de mobilidade previstos na lei, em igualdade de circunstâncias com os funcionários e agentes.

Considerando, ainda, que a Portaria 193/79, de 21 de Abril, não exclui o pessoal das casas do povo dos concursos de provimento de vagas existentes nas caixas de previdência ainda não integradas, o que, embora de forma indirecta, o pode colocar em situação de vir a beneficiar do disposto no Decreto-Lei 239/85, de 8 de Julho:

É de toda a vantagem que o normativo deste diploma legal seja igualmente aplicável, de forma directa, aos trabalhadores das casas do povo que se regem pela Portaria 193/79, de 21 de Abril.

Assim:

O Governo decreta, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 201.º da Constituição, o seguinte:

Artigo 1.º - 1 - Os trabalhadores das casas do povo abrangidos pela Portaria 193/79, de 21 de Abril, consideram-se como tendo vínculo ao regime jurídico da função pública para efeitos de acesso a concursos públicos para lugares dos quadros dos organismos e serviços da Administração Pública ou de para eles serem transferidos.

2 - O provimento em lugares dos quadros dos organismos e serviços referidos no número anterior confere aos trabalhadores em causa a qualidade de funcionários públicos e o direito a que lhes seja contado, para todos os efeitos legais, incluindo a aposentação, o tempo de serviço anteriormente prestado em casas do povo ou em outras instituições de previdência, nos termos previstos no Decreto-Lei 278/82, de 20 de Julho.

3 - Para efeitos de aposentação é apenas considerado o tempo de serviço prestado desde 1 de Janeiro de 1968, data a partir da qual aquele pôde ser considerado para efeitos de segurança social.

Art. 2.º Ao pessoal a que se refere o artigo anterior são aplicáveis os demais instrumentos de mobilidade previstos no Decreto-Lei 41/84, de 3 de Fevereiro.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 2 de Outubro de 1986. - Aníbal António Cavaco Silva - Miguel José Ribeiro Cadilhe - Luís Fernando Mira Amaral.

Promulgado em 29 de Outubro de 1986.

Publique-se.

O Presidente da República, MÁRIO SOARES.

Referendado em 5 de Novembro de 1986.

O Primeiro-Ministro, Aníbal António Cavaco Silva.

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/1986/11/15/plain-4677.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/4677.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1979-04-21 - Portaria 193/79 - Presidência do Conselho de Ministros e Ministérios das Finanças e do Plano, do Trabalho e dos Assuntos Sociais

    Actualiza as condições de trabalho dos trabalhadores das instituições de previdência.

  • Tem documento Em vigor 1982-01-11 - Decreto-Lei 4/82 - Ministério dos Assuntos Sociais

    Define o Regime Jurídico das Casas do Povo.

  • Tem documento Em vigor 1982-07-20 - Decreto-Lei 278/82 - Ministérios das Finanças e do Plano, dos Assuntos Sociais e da Reforma Administrativa

    Estabelece normas quanto à integração do pessoal da segurança social no regime jurídico da função pública.

  • Tem documento Em vigor 1984-02-03 - Decreto-Lei 41/84 - Presidência do Conselho de Ministros

    Simplifica o processo de apresentação e apreciação de diplomas relacionados com estruturas orgânicas e quadros de pessoal e aprova instrumentos de mobilidade nos serviços da Administração Pública.

  • Tem documento Em vigor 1985-07-08 - Decreto-Lei 239/85 - Presidência do Conselho de Ministros e Ministérios das Finanças e do Plano e do Trabalho e Segurança Social

    Permite o acesso a concursos públicos para lugares dos quadros dos organismos e serviços da Administração Pública de trabalhadores ao serviço das instituições de previdência de inscrição obrigatória que ainda não tenham sido integradas nos centros regionais de segurança social.

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda