Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto-lei 48263, de 2 de Março

Partilhar:

Sumário

Altera a tabela das custas no Supremo Tribunal Administrativo e nas auditorias administrativas, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 42150.

Texto do documento

Decreto-Lei 48263
Usando da faculdade conferida pela 1.ª parte do n.º 2.º do artigo 109.º da Constituição, o Governo decreta e eu promulgo, para valer como lei, o seguinte:

Artigo 1.º Os artigos 3.º, 5.º, 6.º, 7.º, 9.º, 10.º, 39.º, 41.º, 48.º, 49.º e 61.º da tabela das custas no Supremo Tribunal Administrativo e nas auditorias administrativas, aprovada pelo Decreto-Lei 42150, de 12 de Fevereiro de 1959, passam a ter a seguinte redacção:

Art. 3.º Não será condenado em custas o recorrido que não vier ao processo fazer a defesa dos seus direitos.

...
Art. 5.º Nos processos da competência da 1.ª secção, a parte vencida pagará o imposto de justiça que lhe for fixado na decisão que puser termo à causa ou ao incidente, entre os limites de 1000$ e 50000$ nos recursos, de 500$00 e 15000$00 nas execuções de acórdãos e de 500$00 e 10000$00 nos incidentes.

§ único. Quando o recurso for julgado deserto, preliminarmente rejeitado ou sempre que, por qualquer outro motivo, o processo termine antes de se iniciar o julgamento, o imposto de justiça será fixado entre 500$00 e 10000$00.

Art. 6.º ...
§ 1.º ...
§ 2.º ...
§ 3.º Nos recursos da competência da 2.ª secção é aplicável o estabelecido no § único do artigo antecedente.

§ 4.º ...
§ 5.º Nos incidentes o imposto de justiça será fixado entre 500$00 e 10000$00.
Art. 7.º Nos recursos da competência de 3.ª secção é aplicável o estabelecido no corpo do artigo antecedente, na primeira parte do § 1.º e nos §§ 3.º e 5.º, sendo, porém, reduzidas a dois terços as taxas previstas do corpo do artigo. Se o recurso respeitar à previdência social, ou tiver natureza penal, o imposto de justiça será fixado entre os limites de 200$00 e 2000$00 e de 400$00 e 10000$00, respectivamente.

§ 1.º Nos agravos que subam em separado, o imposto de justiça será reduzido a um terço e, se subirem com a apelação ou outro agravo, a redução será de um sexto, sem prejuízo, porém, do mínimo estabelecido na primeira parte do § 1.º do artigo 6.º nos processos que não respeitem à previdência social.

§ 2.º Nos recursos interpostos em processos emergentes de acidentes de trabalho ou doença profissional observar-se-á o disposto no n.º 6 do artigo 15.º do Código das Custas Judiciais do Trabalho, aprovado pelo Decreto-Lei 45698, de 30 de Abril de 1964.

...
Art. 9.º ...
§ único. Nos casos previstos no § único do artigo 5.º, o imposto de justiça será fixado entre 800$00 e 15000$00.

Art. 10.º Na reclamação do despacho que não admita o recurso ou que retenha o agravo o imposto de justiça será fixado entre os limites de 500$00 e de 10000$00.

...
Art. 39.º ...
§ único. Se forem vários os recorrentes ou os recorridos no mesmo processo ou recurso e tiverem interesses distintos, por cada um deles serão satisfeitos os respectivos preparos.

...
Art. 41.º O preparo do recorrente será efectuado no prazo de cinco dias, a contar da data da distribuição ou, tratando-se de recurso para o tribunal pleno, da data da apresentação do requerimento de interposição.

Se o não for, ainda poderá ser feito em dobro, observando-se o disposto nos §§ 1.º e 2.º do artigo 28.º do regulamento aprovado pelo Decreto 41234, de 20 de Agosto de 1957, reduzindo-se, porém, a cinco dias o prazo ali estabelecido.

No caso de não ser efectuado o preparo em dobro, observar-se-á o disposto no artigo 29.º do aludido regulamento.

...
Art. 48.º ...
§ único. Serão ainda suportados pelo Cofre, na falta de disponibilidades da respectiva verba orçamental, os encargos provenientes do pagamento dos vencimentos ao juiz suplente nomeado em conformidade com o disposto no § 6.º do artigo 1.º do Decreto-Lei 40768, de 8 de Setembro de 1956, na redacção dada pelo Decreto-Lei 48157, de 26 de Dezembro de 1967.

Art. 49.º Constituem receita do cofre:
a) 15 por cento sobre o imposto de justiça devido nos termos das disposições precedentes;

b) A quantia de 100$00 paga por cada parte nos recursos ou pelo exequente nas execuções de acórdãos;

c) ...
d) ...
e) ...
f) ...
g) ...
h) ...
i) ...
j) ...
l) ...
m) ...
n) ...
...
Art. 61.º ...
§ 1.º A importância referida na alínea b) do artigo 49.º, reduzida a 50$00, é devida nas acções e nos recursos.

É reduzida a 200$00 a quantia mencionada no § único do artigo 50.º
§ 2.º ...
Art. 2.º Os encargos a que der lugar a nomeação do juiz suplente, na parte em que excederem a respectiva verba orçamental, serão reembolsados ao Estado pelo Cofre do Supremo Tribunal Administrativo, mediante guia de receita a processar pela 1.ª Repartição da Contabilidade Pública, até que seja reforçada a verba ou o reembolso dispensado por decreto do Presidente do Conselho e do Ministro das Finanças.

Art. 3.º As alterações da tabela das custas constantes deste diploma serão aplicáveis a todos os processos pendentes, mantendo-se, todavia, os preparos já efectuados ou com guias passadas, sem necessidade de reforço.

Art. 4.º Este decreto-lei entra imediatamente em vigor.
Publique-se e cumpra-se como nele se contém.
Paços do Governo da República, 2 de Março de 1968. - AMÉRICO DEUS RODRIGUES THOMAZ - António de Oliveira Salazar - António Jorge Martins da Mota Veiga - Manuel Gomes de Araújo - Alfredo Rodrigues dos Santos Júnior - Mário Júlio de Almeida Costa - Ulisses Cruz de Aguiar Cortês - Joaquim da Luz Cunha - Fernando Quintanilha Mendonça Dias - Alberto Marciano Gorjão Franco Nogueira - José Albino Machado Vaz - Joaquim Moreira da Silva Cunha - Inocêncio Galvão Teles José Gonçalo da Cunha Sottomayor Correia de Oliveira - Carlos Gomes da Silva Ribeiro - José João Gonçalves de Proença - Francisco Pereira Neto de Carvalho.

Para ser presente à Assembleia Nacional.

Anexos

  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/254347.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1956-09-08 - Decreto-Lei 40768 - Presidência do Conselho

    Regula o funcionamento do Supremo Tribunal Administrativo.

  • Tem documento Em vigor 1957-08-20 - Decreto 41234 - Presidência do Conselho

    Aprova e publica em anexo o Regulamento do Supremo Tribunal Administrativo, cujo funcionamento foi regulado pelo Decreto-Lei n.º 40768, de 8 de Setembro de 1956.

  • Tem documento Em vigor 1959-02-12 - Decreto-Lei 42150 - Presidência do Conselho

    Aprova a tabela das custas no Supremo Tribunal Administrativo e nas auditorias administrativas, que faz parte do presente Decreto Lei.

  • Tem documento Em vigor 1964-04-30 - Decreto-Lei 45698 - Ministério das Corporações e Previdência Social - Gabinete do Ministro

    Aprova o Código das Custas Judiciais do Trabalho, publicado em anexo.

  • Tem documento Em vigor 1967-12-26 - Decreto-Lei 48157 - Presidência do Conselho - Supremo Tribunal Administrativo

    Dá nova redacção ao artigo 1.º do Decreto-Lei n.º 40768, alterado pelo artigo 1.º do Decreto-Lei n.º 43964, que regula o funcionamento do Supremo Tribunal Administrativo.

Ligações para este documento

Este documento é referido nos seguintes documentos (apenas ligações a partir de documentos da Série I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1968-09-18 - Decreto 48584 - Ministério das Finanças - Direcção-Geral da Contabilidade Pública

    Transfere verbas dentro dos orçamentos de Encargos Gerais da Nação e do Ministério da Economia e abre créditos destinados a reforçar verbas insuficientemente dotadas no Orçamento Geral do Estado em vigor - Introduz alterações em várias rubricas dos orçamentos dos Ministérios das Obras Públicas e da Economia.

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda