Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto-lei 48/82, de 17 de Fevereiro

Partilhar:

Sumário

Cria o Conselho Nacional para a Investigação Científica e Tecnológica (CNICT).

Texto do documento

Decreto-Lei 48/82

de 17 de Fevereiro

A criação de um Ministério da Cultura e Coordenação Científica determina por si só a necessidade e oportunidade de estruturar correctamente e em novos termos o processo de definição e coordenação da política científica nacional.

Essa necessidade e essa oportunidade compaginam-se, aliás, com a evolução e o progresso da ciência e da tecnologia, a qual tem vindo a acentuar decisivamente o carácter multidisciplinar e a orgânica pluridepartamental e intersectorial, bem como a cooperação internacional em tais domínios.

Neste quadro, não pode deixar de se valorizar a importância da coordenação científica, nomeadamente através da mais directa ligação dos seus mecanismos à área da responsabilidade do Governo e, em particular, do Ministério por ela agora responsável.

É a consideração das realidades e objectivos descritos que justifica o mecanismo e as determinações criadas através do presente diploma, os quais atingem, também, a necessidade de ajustar as disposições do Decreto-Lei 47797, de 11 de Julho de 1967, que criou a Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica.

Assim:

O Governo decreta, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 201.º da Constituição, o seguinte:

Artigo 1.º A definição da política científica e tecnológica nacional compete ao Conselho de Ministros, sob proposta do Ministro da Cultura e Coordenação Científica.

Art. 2.º É criado, junto do Ministro da Cultura e Coordenação Científica, o Conselho Nacional para a Investigação Científica e Tecnológica (CNICT).

Art. 3.º São atribuições do CNICT:

1) Pronunciar-se sobre:

a) As bases em que deve assentar a definição da política científica e tecnológica nacional;

b) A coordenação e sistematização dos planos, programas e recursos financeiros a aprovar pelo Governo no que se refere à investigação científica e tecnológica;

c) A compatibilização entre os objectivos da política de desenvolvimento social e económico do País e a política científica e tecnológica nacional;

d) As medidas legislativas institucionais e estruturais necessárias ao desenvolvimento do sistema científico e tecnológico nacional;

e) A execução dos planos financeiros e programas de investigação científica e tecnológica, com vista, nomeadamente, a propor quaisquer ajustamentos que se venham a julgar necessários;

f) A orientação geral dos critérios de avaliação dos resultados das actividades de investigação científica e tecnológica;

g) O sistema de avaliação global das transferências de tecnologia;

h) A orientação geral das acções de cooperação científica e tecnológica externa;

i) Os assuntos que no âmbito da sua competência lhe sejam apresentados pelo seu presidente.

2) Formular, por sua iniciativa, propostas relativas à política científica e tecnológica nacional, designadamente no âmbito das alíneas referidas no número anterior.

Art. 4.º - 1 - O CNICT é um órgão colegial em que estão representados os interesses sectoriais, público e privado, no domínio das actividades científicas e tecnológicas e as entidades cuja competência ou actuação seja relevante no âmbito da política científica e tecnológica nacional.

2 - Farão parte do CNICT:

a) O Ministro da Cultura e Coordenação Científica, que preside, por inerência;

b) O vice-presidente do CNICT;

c) 1 representante de cada uma das regiões autónomas, designado pelo respectivo governo regional;

d) 1 representante de cada um dos sectores a seguir mencionados, designado pelo respectivo ministério da tutela: administração pública, agricultura, ambiente, cultura, defesa nacional, desenvolvimento regional, educação, energia, finanças, habitação e obras públicas, indústria, integração europeia, negócios estrangeiros, pescas, plano, saúde, transportes e comunicações;

e) O presidente da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica;

f) O presidente da Academia das Ciências de Lisboa;

g) O presidente do Conselho de Reitores das Universidades;

h) O presidente da Comissão Nacional da UNESCO;

i) 1 representante da administração das fundações com actividade na área científica;

j) 6 representantes dos parceiros sociais mais directamente envolvidos na problemática da investigação científica e tecnológica;

l) Até 6 personalidades de reconhecido mérito em matéria de política científica e tecnológica, nomeadas por despacho do Ministro da Cultura e Coordenação Científica, por períodos de 2 anos, renováveis.

3 - O presidente do CNICT poderá convidar a fazerem-se representar nas reuniões do Conselho quaisquer entidades ou personalidades cuja participação seja considerada conveniente.

4 - Servirá de secretário do Conselho um funcionário do Ministério da Cultura e Coordenação Científica, designado pelo Ministro.

Art. 5.º O CNICT será presidido pelo Ministro da Cultura e Coordenação Científica, o qual poderá ser coadjuvado por um vice-presidente.

Art. 6.º - 1 - O vice-presidente do CNICT será nomeado por períodos de 3 anos, renováveis, por despacho conjunto do Primeiro-Ministro e do Ministro da Cultura e Coordenação Científica, e escolhido de entre personalidades de reconhecido prestígio e competência no domínio da política científica, sendo a respectiva remuneração fixada por despacho conjunto do Ministro de Estado das Finanças e do Plano e dos Ministros da Cultura e Coordenação Científica e da Reforma Administrativa, não podendo ser inferior à de director-geral.

2 - Se já pertencer aos quadros do funcionalismo público, o vice-presidente poderá ser nomeado em comissão de serviço, caso em que poderá optar pelas remunerações e demais abonos e subsídios a que tiver direito no lugar que estiver a desempenhar, incluindo a remuneração complementar prevista nos artigos 70.º e 74.º do Decreto-Lei 448/79, de 13 de Novembro, se for professor universitário.

Art. 7.º - 1 - O CNICT elaborará o seu próprio regimento.

2 - Serão previstas reuniões plenárias pelo menos 3 vezes por ano, podendo, porém, o Ministro da Cultura e Coordenação Científica convocá-las a todo o tempo.

3 - O referido órgão poderá funcionar por secções quando, nos termos do respectivo regimento, se considere ser esse o regime mais conveniente.

Art. 8.º - 1 - O CNICT será apoiado pela Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT), a qual assegurará, a título permanente, as actividades decorrentes do funcionamento do Conselho.

2 - Para prossecução das suas atribuições, o CNICT solicitará o apoio e a colaboração técnica dos organismos estatais de coordenação, financiamento e execução de investigação científica e tecnológica, designadamente a JNICT.

Art. 9.º - 1 - A JNICT dependerá directamente do Ministério da Cultura e Coordenação Científica, a quem competirá, nomeadamente, definir as respectivas linhas de actuação.

2 - São extintos o conselho geral e a comissão executiva da Junta.

3 - O presidente da Junta submeterá anualmente ao Ministro da Cultura e Coordenação Científica, para aprovação, o relatório anual de actividades da Junta, o respectivo programa de actividades e o orçamento para o novo ano.

4 - O conselho administrativo da Junta passará a ser constituído pelo presidente, vice-presidente e secretário da Junta e por um representante da contabilidade pública.

5 - Os presidentes das comissões interministeriais constituídas no âmbito da Junta submeterão ao presidente desta os assuntos respeitantes ao respectivo funcionamento.

6 - A Junta manterá todas as competências que não tiverem sido transferidas para outros órgãos e prestará todo o apoio logístico e executivo de que, no sector de ciência e tecnologia, careçam o CNICT ou o Ministério da Cultura e Coordenação Científica.

Art. 10.º Os encargos resultantes da execução deste diploma serão suportados no ano económico corrente pelo orçamento do Gabinete do Ministro da Cultura e Coordenação Científica.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 7 de Fevereiro de 1982. - Francisco José Pereira Pinto Balsemão.

Promulgado em 8 de Fevereiro de 1982.

Publique-se.

O Presidente da República, ANTÓNIO RAMALHO EANES.

Quadro do pessoal referido no artigo 6.º

(ver documento original)

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/1982/02/17/plain-470.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/470.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1967-07-14 - Decreto-Lei 47797 - Ministério da Saúde e Assistência - Gabinete do Ministro

    Altera o Decreto-Lei n.º 42596, de 19 de Outubro de 1959, relativo à constituição, funcionamento e forma de processo dos órgãos jurisdicionais para a efectivação da responsabilidade pelos encargos da assistência social.

  • Tem documento Em vigor 1979-11-13 - Decreto-Lei 448/79 - Ministério da Educação

    Aprova o estatuto da carreira docente universitária.

Ligações para este documento

Este documento é referido nos seguintes documentos (apenas ligações a partir de documentos da Série I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1984-01-30 - Despacho Normativo 23/84 - Presidência do Conselho de Ministros - Gabinete do Ministro de Estado

    Aprova o Regulamento do Conselho Administrativo da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT).

  • Tem documento Em vigor 1986-02-17 - Decreto-Lei 22/86 - Ministério do Plano e da Administração do Território

    Cria, junto do ministro responsável pela coordenação das actividades de investigação científica e tecnológica, o Conselho Superior de Ciência e Tecnologia (CSCT).

  • Tem documento Em vigor 2019-04-15 - Decreto-Lei 49/2019 - Presidência do Conselho de Ministros

    Determina a cessação de vigência de decretos-leis publicados entre os anos de 1981 e 1985

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda