Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto Legislativo Regional 19/88/A, de 21 de Abril

Partilhar:

Sumário

Altera a orgânica dos serviços da Assembleia Regional da Região Autónoma dos Açores, aprovada pelo Decreto Legislativo Regional n.º 9/86/A, de 20 de Março, relativamente às carreiras profissionais e instalações.

Texto do documento

Decreto Legislativo Regional 19/88/A

Alteração à orgânica dos serviços da Assembleia Regional

Considerando que no quadro de pessoal dos serviços da Assembleia Regional dos Açores existem algumas carreiras que, dada a sua particular natureza e especificidade, não se encontram abrangidas pelas condições gerais de ingresso e acesso previstas no Decreto-Lei 248/85, de 15 de Julho;

Considerando, em concreto, que se encontram em tais condições as carreiras de técnico profissional de biblioteca, arquivo e documentação, de técnico auxiliar de biblioteca, arquivo e documentação, de redactor, de operador de som e reprografia, de compositor gráfico e de operador de offset;

Considerando, finalmente, que a própria Lei Orgânica da Assembleia Regional dos Açores é omissa na matéria em apreço:

A Assembleia Regional dos Açores decreta, ao abrigo do disposto no artigo 229.º, alínea a), da Constituição, o seguinte:

Artigo 1.º O artigo 1.º do Decreto Legislativo Regional 9/86/A, de 20 de Março, passa a ter a seguinte redacção:

Artigo 1.º

Instalações

1 - A Assembleia Regional dos Açores tem a sua sede na cidade da Horta, onde dispõe de instalações privativas.

2 - A Assembleia Regional dos Açores disporá de delegações nas restantes ilhas da Região.

Art. 2.º A epígrafe do artigo 2.º do Decreto Legislativo Regional 9/86/A, de 20 de Março, passa a ser a seguinte: «Delegações».

Art. 3.º É eliminado o artigo 17.º do Decreto Legislativo Regional 9/86/A, de 20 de Março.

Art. 4.º São aditados ao Decreto Legislativo Regional 9/86/A, de 20 de Março, os seguintes artigos:

Artigo 17.º

Carreira de técnico profissional de BAD

O recrutamento para as categorias da carreira de técnico profissional de biblioteca, arquivo e documentação obedece às seguintes regras:

a) Técnicos profissionais de BAD especialistas de 1.ª classe, de entre técnicos profissionais de BAD especialistas com, pelo menos, três anos de serviço, classificados de Muito bom, ou cinco anos, classificados, no mínimo, de Bom;

b) Técnicos profissionais de BAD especialistas, de entre técnicos profissionais de BAD principais com, pelo menos, três anos de serviço, classificados de Muito bom, ou cinco anos, classificados, no mínimo, de Bom;

c) Técnicos profissionais de BAD principais, de entre técnicos profissionais de BAD de 1.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

d) Técnicos profissionais de BAD de 1.ª classe, de entre técnicos profissionais de BAD de 2.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

e) Técnicos profissionais de BAD de 2.ª classe, de entre indivíduos habilitados com o 11.º ano de escolaridade ou equivalente e curso de formação para técnicos auxiliares de BAD.

Artigo 17.º-A

Carreira de técnico auxiliar de BAD

O recrutamento para as categorias da carreira de técnico auxiliar de biblioteca, arquivo e documentação obedece às seguintes regras:

a) Técnicos auxiliares de BAD especialistas, de entre técnicos auxiliares de BAD principais com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

b) Técnicos auxiliares de BAD principais, de entre técnicos auxiliares de BAD de 1.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

c) Técnicos auxiliares de BAD de 1.ª classe, de entre técnicos auxiliares de BAD de 2.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

d) Técnicos auxiliares de BAD de 2.ª classe, de entre indivíduos habilitados com o 9.º ano de escolaridade ou equivalente e curso de formação para técnicos auxiliares de BAD.

Artigo 17.º-B

Carreira de redactor

O recrutamento para as categorias da carreira de redactor obedece às seguintes regras:

a) Redactores especialistas de 1.ª classe, de entre redactores especialistas com, pelo menos, três anos de serviço, classificados de Muito bom, ou cinco anos, classificados, no mínimo, de Bom;

b) Redactores especialistas, de entre redactores principais com, pelo menos, três anos de serviço, classificados de Muito bom, ou cinco anos, classificados, no mínimo, de Bom;

c) Redactores principais, de entre redactores de 1.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

d) Redactores de 1.ª classe, de entre redactores de 2.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

e) Redactores de 2.ª classe, de entre indivíduos habilitados com o 11.º ano de escolaridade ou equivalente, mediante concurso de prestação de provas práticas.

Artigo 17.º-C

Carreira de operador de som e reprografia

O recrutamento para as categorias da carreira de operador de som e reprografia obedece às seguintes regras:

a) Operadores de som e reprografia principais, de entre operadores de som e reprografia de 1.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

b) Operadores de som e reprografia de 1.ª classe, de entre operadores de som e reprografia de 2.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

c) Operadores de som e reprografia de 2.ª classe, de entre operadores de som e reprografia de 3.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

d) Operadores de som e reprografia de 3.ª classe, de entre indivíduos habilitados com a escolaridade obrigatória, mediante concurso de prestação de provas práticas.

Artigo 17.º-D

Carreira de compositor gráfico

O recrutamento para as categoria da carreira de compositor gráfico obedece às seguintes regras:

a) Compositores gráficos principais, de entre compositores gráficos de 1.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

b) Compositores gráficos de 1.ª classe, de entre compositores gráficos de 2.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

c) Compositores gráficos de 2.ª classe, de entre compositores gráficos de 3.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

d) Compositores gráficos de 3.ª classe, de entre indivíduos habilitados com a escolaridade obrigatória, mediante concurso de prestação de provas práticas.

Artigo 17.º-E

Carreira de operador de offset

O recrutamento para as categorias da carreira de operador de offset obedece às seguintes regras:

a) Operadores de offset principais, de entre operadores de offset de 1.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

b) Operadores de offset de 1.ª classe, de entre operadores de offset de 2.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

c) Operadores de offset de 2.ª classe, de entre operadores de offset de 3.ª classe com, pelo menos, três anos na categoria, classificados de Bom;

d) Operadores de offset de 3.ª classe, de entre indivíduos habilitados com a escolaridade obrigatória, mediante concurso de prestação de provas práticas.

Art. 5.º Ao artigo 30.º do Decreto Legislativo Regional 9/86/A, de 20 de Março, é feito o seguinte aditamento:

Artigo 30.º

Reclassificação e provimento

1 - ....................................................................................................................

2 - ....................................................................................................................

3 - O pessoal que tenha a qualidade de agente, desempenhando em regime de tempo completo as funções de escriturário-dactilógrafo de 2.ª classe, com sujeição à disciplina, hierarquia e horário dos serviços da Assembleia Regional, possuindo as habilitações literárias legalmente exigidas para o desempenho do cargo, e conte três anos de serviço, classificados de Bom, será integrado directamente em lugares de escriturário-dactilógrafo do quadro de pessoal da Assembleia Regional.

Aprovado pela Assembleia Regional dos Açores, na Horta, em 9 de Março de 1988.

O Presidente da Assembleia Regional, José Guilherme Reis Leite.

Assinado em Angra do Heroísmo em 31 de Março de 1988.

Publique-se.

O Ministro da República para a Região Autónoma dos Açores, Vasco Joaquim Rocha Vieira.

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/1988/04/21/plain-612.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/612.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1985-07-15 - Decreto-Lei 248/85 - Presidência do Conselho de Ministros

    Reestrutura as carreiras da função pública.

  • Tem documento Em vigor 1986-03-20 - Decreto Legislativo Regional 9/86/A - Região Autónoma dos Açores - Assembleia Regional

    Aprova a orgânica dos serviços da Assembleia Regional dos Açores. Junto da Presidência da Assembleia funciona um gabinete constituido por um chefe de gabinete e um secretário particular. A Assembleia Regional é apoiada por uma direcção de serviços que compreende: os serviços técnicos (servicos de assessoria jurídica, serviços de biblioteca e documentação, serviços de redacção, serviços de som e reprografia) e os serviços administrativos (servicos de apoio ao processo parlamentar, serviços de contabilidade e (...)

Ligações para este documento

Este documento é referido nos seguintes documentos (apenas ligações a partir de documentos da Série I do DR):

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda