Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Portaria 577/83, de 17 de Maio

Partilhar:

Sumário

Fixa, para os postos consulares em França, em francos franceses, os emolumentos previstos no artigo 1.º da Tabela de Emolumentos Consulares.

Texto do documento

Portaria 577/83
de 17 de Maio
Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, ouvido o Ministro de Estado e das Finanças e do Plano, nos termos do artigo 22.º da Tabela de Emolumentos Consulares, aprovada pelo Decreto-Lei 46641, de 13 de Novembro de 1965, com as alterações introduzidas pelos Decretos-Leis n.os 47010 e 633/70, pela Lei 4/82 e pelo Decreto-Lei 463/82, respectivamente de 16 de Maio de 1966, 22 de Dezembro, 15 de Abril e 30 de Novembro, que os elementos constantes do artigo 1.º da Tabela de Emolumentos Consulares são, para os postos consulares em França, fixados em francos franceses nas importâncias constantes do anexo à presente portaria, a qual entrará em vigor a partir de 1 de Julho de 1983.

Ministério dos Negócios Estrangeiros.
Assinada em 20 de Abril de 1983.
O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Vasco Luís Caldeira Coelho Futscher Pereira.


Artigo 1.º
SECÇÃO I
Protecção consular
1.º Inscrição ... 10,50
§ único. Será isenta de emolumentos e compensações a primeira inscrição de indivíduos portadores de passaportes de emigrante, qualquer que seja o momento em que se apresentarem a solicitá-la, e a de quaisquer outros nacionais até 30 dias após a sua chegada ao país em que se encontrarem.

2.º Cédula ou certificado de inscrição com validade por 5 anos ... 21
3.º Termo de declaração de nacionalidade portuguesa, nos termos do artigo 96.º do Regulamento Consular ... 21

4.º Passaporte ordinário e para estrangeiros:
§ 1.º Individual ... 140
§ 2.º Familiar (abrangendo os dois cônjuges) ... 168
§ 3.º Pela inclusão da mulher no passaporte do marido ... 21
§ 4.º Por cada filho incluído no passaporte
§ 5.º Por cada substituição de passaporte totalmente preenchido antes de expirar a sua validade ... 70

§ 6.º Por cada averbamento, com excepção dos referidos nos §§ 3.º e 4.º ... 14
§ 7.º Prorrogação de passaporte individual ... 70
§ 8.º Prorrogação de passaporte familiar ... 84
5.º Certificado colectivo de identidade e viagem:
Por cada agrupado ... 33,60
6.º Vistos em passaportes:
a) Individual ... 35
b) Familiar (marido e mulher conjuntamente ou qualquer deles ou ambos com filhos menores) ... 56

§ 1.º Quando o passaporte ou documento de identidade e viagem se refira a pessoas não compreendidas na alínea b), serão devidas taxas como se cada uma delas se apresentasse a visar o respectivo passaporte.

§ 2.º Quando o documento colectivo de viagem compreenda um instituição, agremiação ou grupo organizado, poderão as taxas previstas no parágrafo anterior ser diminuídas de 50%, desde que o fim da viagem tal justifique.

7.º Salvo-conduto para regresso a Portugal e visto ou qualquer outro averbamento em cédulas a marítimos portugueses ... 16,80

8.º Intervenção do funcionário consular em diligências junto das autoridades locais ou de qualquer outra entidade a solicitação dos interessados ... 52,50

§ único. Será gratuita a referida intervenção quando efectuada nos termos dos n.os 2.º, 3.º e 4.º do artigo 83.º do Regulamento Consular.

9.º Informações solicitadas pelos interessados sobre paradeiro de portugueses ou qualquer outra matéria:

a) Obtidas na sede do posto consular ... 21
b) Obtidas fora da sede do posto consular ... 52,50
§ único. As taxas previstas neste número serão cobradas no Ministério dos Negócios Estrangeiros quando as informações hajam sido requeridas por intermédio do mesmo Ministério e não dispensam do pagamento de diligências especiais solicitadas pela parte que importem despesa para o Estado.

10.º Certificado de presidência para efeitos de adiamento de serviço militar ... 16,80

11.º Concessão de transferência de residência para os portugueses sujeitos a obrigações militares ... 21

12.º Vistos em contratos de trabalho ou em pedidos numéricos de trabalhadores ... 21

13.º Carta de chamada (termo de responsabilidade) ... 84
SECÇÃO II
Registo civil
14.º Por cada assento de nascimento:
a) Declarado dentro do prazo de 30 dias ... Grátis
b) Declarado fora do prazo de 30 dias ... 14
15.º Pela organização de cada processo de casamento ... 42
16.º Por cada assento de casamento de inscrição ... Grátis
17.º Por cada assento de escritura de regime matrimonial de bens ... 63
18.º Pela transcrição de cada registo de casamento lavrado no estrangeiro por autoridades estrangeiras, se a transcrição for requerida no prazo de 60 dias depois da celebração do casamento ... Grátis

a) Se a transcrição for requerida fora daquele prazo ... 21
19.º Por cada assento de perfilhação ou de legitimação ... 10,50
20.º Por cada assento de emancipação ... 63
21.º Por cada assento de óbito ... 4,20
a) Se o assento de óbito respeitar a indivíduo que tenha deixado bens ou testamento ... 10,50

22.º Certificado de capacidade matrimonial nos termos do artigo 168.º do Regulamento Consular, ou certificado para casamento ... 14

23.º Transcrição de quaisquer actos de registo civil que não de casamento, a solicitação da parte interessada ... 21

24.º Por cada certidão:
a) De narrativa simples ou negativa de qualquer registo ... 7
b) De narrativa completa ... 8,40
c) De qualquer documento ou de cópia integral do registo ... 12,60
§ único. Pelas fotocópias extraídas dos livros de registo civil em substituição de certidões será devido o emolumento correspondente à certidão pedida.

25.º Por cada declaração para a aquisição, perda ou reaquisição da nacionalidade, ou para a sua manutenção ou não aquisição, em caso de casamento ... 42

26.º Por cada assento de tutela, curatela ou curadoria ... 21
27.º Pelo processo de alteração de nome ... 140
28.º Por cada auto de redução a escrito de requerimento verbal para a prática de qualquer acto de registo ou para fins de instauração dos processos regulados no Código do Registo Civil ... 10,50

29.º Por cada averbamento:
a) Da decisão judicial que seja proferida em processo não especialmente tributado nessa tabela ... 10,50

b) De perfilhação ou legitimação feita em escritura, testamento ou auto público ... 8,40

c) De emancipação operada por efeito de lei ... 10,50
d) Por qualquer outro averbamento que seja consequência de acto não especialmente tributado nesta secção ... 2,10

SECÇÃO III
Processo
30.º Arrecadação, administração e liquidação de espólios ... 5%
a) Sobre o valor arbitrado, quer por avaliação, quer por cotação dos bens que se conservarem na mesma espécie em que foram arrecadados;

b) Sobre o valor real dos fundos públicos ou outros papéis de crédito, bem como sobre o valor de propriedades imobiliárias, em que, durante a administração consular, forem convertidos quaisquer bens de heranças;

c) Sobre as somas em dinheiro que fizerem parte da herança ou dela resultarem.
§ 1.º Esta percentagem recai unicamente sobre o produto líquido da herança e será cobrada no acto da entrega deste produto aos legatários, herdeiros ou seus representantes ou no acto da sua remessa para o depósito público.

§ 2.º São isentos de emolumentos os processos de arrecadação, administração e liquidação de espólios quando o seu valor, calculado, nos termos deste número e seu § 1.º não atinja a importância de 10000$00.

§ 3.º É isenta de emolumentos a arrecadação de espólios de não residentes no distrito consular em dinheiro, valores, títulos ou quaisquer objectos efectuada por motivo de sinistro terrestre, marítimo ou aéreo.

31.º Intervenção do funcionário consular em diligência ou acto praticado fora da respectiva chancelaria consular, como imposição ou levantamento de selos, arrolamento, arrecadação, inventário, avaliação, vistoria, inquérito, etc.:

a) Na cidade ou vila que for sede do posto consular ... 168
b) Fora da sede do posto consular ou no mar ... 252
c) Durando a diligência mais de 1 dia, por cada um além do primeiro ... 134,40
§ 1.º Efectuando-se duas ou mais diligências no mesmo local e dia com referência a um único espólio, navio, etc., serão aplicadas as taxas precedentes como se se tratasse de uma só diligência;

§ 2.º Comparecendo o funcionário consular no local da diligência, mas deixando esta de verificar-se por motivo ou facto alheio ao mesmo funcionário, cobrar-se-ão os emolumentos como se ela tivesse sido efectuada.

32.º Intervenção do funcionário consular em conciliação ou arbitragem ... 5% do valor em causa

33.º Intervenção do funcionário consular em processo de tutela, quando os bens do tutelando sejam superiores a 25000$00 ... 1% do valor

34.º Nomeação de louvados ou peritos ... 126
35.º Anúncios, éditos ou editais, cada lauda ... 42
36.º Por cada inquirição de uma testemunha ... 105
37.º Citação do réu ... 105
38.º Pelo cumprimento de uma carta precatória, quaisquer que sejam as diligências solicitadas ... 105

39.º Por cada notificação de uma pessoa ... 105
40.º Exame de livros, processos, títulos ou quaisquer documentos para averiguação de determinado facto ... 210

41.º Todos os actos processuais avulsos discriminados nos números anteriores poderão ser praticados gratuitamente, quando a entidade oficial o solicitar expressamente.

SECÇÃO IV
Notariado
42.º Por cada escritura com um só acto:
a) Sendo indeterminado ou não superior a 150000$00 o valor do acto que constitui o objecto da escritura ... 70

b) Sendo o valor do acto igual ou superior a 150000$00 até 1000000$00 ... 7/1000

c) Sendo o valor do acto superior a 1000000$00, ao emolumento devido na alínea b) acresce pelo excedente sobre aquele montante ... 5/1000

43.º Por cada testamento público ... 140
44.º Por cada instrumento de aprovação, depósito ou abertura e publicação de testamento, cerrado ... 84

45.º Por cada instrumento de procuração:
a) Com poderes para administração civil ... 84
b) Com poderes para gerência comercial ... 169
c) Com poderes gerais para a gerência dos negócios de estabelecimentos, sucursais, filiais ou agências de sociedades anónimas ou em comanditas por acções, quando por elas passadas aos seus gerentes ou agentes ... 504

d) Com poderes para qualquer contrato, para arrematação e para assinar títulos de crédito ... 56

e) Com simples poderes forenses ... 56
f) Com quaisquer outros poderes ... 55
§ 1.º se aos poderes conferidos corresponderem emolumentos diferentes, será devido o emolumento mais elevado.

§ 2.º Pelos instrumentos de substabelecimento ou de autorização conjugal é devido metade do emolumento que competiria à procuração com idênticos poderes.

§ 3.º Se os poderes substabelecidos não forem especificados será cobrado o emolumento previsto na alínea f) deste número.

§ 4.º Quando em qualquer procuração intervier mais de uma pessoa - contando-se por uma só pessoa marido e mulher, pai ou mãe e filhos sob o pátrio poder, e corporações ou colectividades de qualquer natureza -, acrescerá por cada pessoa, além da primeira, mais metade das taxas que competirem.

46.º Protesto de letras e outros títulos de crédito mercantil, incluindo a apresentação a protesto, notificação ou notificações e respectivo instrumento sobre o valor do título protestado:

Até 20000$00 ... 63
Até 50000$00 ... 105
De mais de 50000$00 ... 157,50
47.º Por cada termo de abertura de sinal ... 4,20
48.º Por cada termo de autenticação ... 126
49.º Pela legalização de cada assinatura por via do reconhecimento:
a) Por semelhança ... 10,50
b) Presencial ... 12,60
§ 1.º Pelo reconhecimento por semelhança de letra e assinatura e pelos que contenham, a pedido das partes, a menção de qualquer circunstncia especial, é devido o emolumento previsto na alínea b) deste número.

§ 2.º Quando em qualquer documento haja de fazer-se, a pedido das partes, mais de um reconhecimento, o emolumento tem de recair sobre cada um desses reconhecimentos.

50.º Reconhecimento ou legalização de assinaturas em documentos relativos ao estado civil ... 21

§ único. Será gratuita a legalização de actos do registo civil para fins de integração.

51.º Por cada certidão de teor integral ou parcial ou pública-forma:
a) Pela primeira lauda ... 21
b) Por cada lauda seguinte ... 14
52.º Por cada certidão de narrativa ou certificado diverso dos previstos nos n.os 55.º a 60.º e 62.º:

a) Pela primeira lauda ... 25,20
b) Por cada lauda seguinte ... 17,50
53.º Por cada fotocópia de um instrumento ou documento extraído pelo consulado e respectiva conferência:

a) Pela primeira página ou fracção ... 14
b) Por cada página ou fracção a mais ... 7
54.º Pela conferência de fotocópia de instrumento ou documento apresentado pelas partes:

a) Pela primeira página ou fracção ... 21
b) Por cada página ou fracção a mais ... 7
55.º Pela tradução de documento feita na chancelaria consular e respectivo certificado de exactidão:

a) De língua estrangeira para portuguesa, cada lauda ou fracção ... 42
b) De língua portuguesa para estrangeira, cada lauda ou fracção ... 63
§ 1.º Sendo tradução de línguas orientais, cada lauda ou fracção ... 91
§ 2.º Sendo tradução para línguas orientais, cada lauda ou fracção ... 182
§ 3.º Pela tradução de documento de registo civil é devida apenas metade dos emolumentos estabelecidos nas alíneas e parágrafos anteriores.

56.º Certificado de exactidão de tradução feita fora da chancelaria consular:
a) Sendo a tradução de língua estrangeira para portuguesa, cada lauda ... 14
b) Sendo a tradução de língua portuguesa para estrangeira, cada lauda ... 21
§ único. Pelo certificado de tradução de documentos de registo civil é devida apenas metade dos emolumentos estabelecidos nas alíneas anteriores.

57.º Certificado expedido a favor de sociedades estrangeiras que desejam estabelecer ou criar sucursais em Portugal, informando acharem-se constituídas segundo as leis do país respectivo ... 507,50

58.º Atestado de vigência de lei, portuguesa ou territorial, nos termos do artigo 282.º do Regulamento Consular ... 252

§ único. Sendo de lei portuguesa reguladora do casamento ... 17,50
59.º Certificado de vida e estado civil ... 46,20
§ único. São gratuitos os certificados para efeito de cobrança de pensão devida por desastre de trabalho, para cobrança de pensão de viúva ou órfão e para cobrança de pensão ou de vencimento das classes inactivas pagas pelo estado ...

60.º Certificado de identidade ... 42
61.º Depósito de documentos, processos ou registos, a requerimento particular, incluindo o respectivo termo ... 252

62.º Certificado passado em presença de documentos declarando a propriedade de rendimentos de qualquer espécie:

a) Pelo exame de cada lauda de documentos ... 5,60
b) Pelo certificado, sobre o valor ... 0,15%
63.º Instrumento lavrado fora das notas, não especificado na presente tabela, cada lauda ... 46,20

64.º Por cada averbamento não oficioso ... 8,40
SECÇÃO V
Comércio e navegação
65.º ...
66.º ...
67.º Certificados de origem de mercadorias:
a) De valor até 200000$00 ... 42
b) De valor superior a 200000$00 até 500000$00 ... 77
c) De valor superior a 500000$00 ... 112
68.º Visto em certificado ou declaração de origem de mercadorias ou de transformação industrial:

a) De valor até 200000$00 ... 42
b) De valor superior a 200000$00 até 500000$00 ... 77
c) De valor superior a 500000$00 ... 112
69.º Visto na declaração da quantidade e peso de volume de tabaco em trânsito ... 126

70.º Visto na declaração relativa a venda de carga no porto de arribada ... 105

71.º Rol de equipagem; visto no rol de equipagem, com designação dos portos de destino e declaração do modo como tiver o capitão observado a lei e regulamentos vigentes; navios de mais de 100 t de arqueação ... 46,20

72.º Despacho de navio (compreendendo certidão da quantidade e qualidade de lastro para os navios até 200 t de arqueação, legalização de qualquer alteração no rol de equipagem, visto na certidão de registo ou título de propriedade do navio, visto nos diários náuticos e de máquinas, quaisquer que sejam destes documentos os que, conforme as circunstâncias e as respectivas prescrições do Regulamento Consular, deverem ser expedidos ou legalizados em cada porto estrangeiro), emolumento pago pelo capitão ou mestre:

a) Navio português ou estrangeiro até 439 t de capacidade, tomando, para portos portugueses, carga de valor superior a 5000$00:

Por cada tonelada ... 0,50
De 44 t para cima, taxa fixa ... 184,80
b) Navio português ou estrangeiro, seguindo em lastro, sem lastro algum, não tomando carga para portos portugueses, ou tomando-a de valor inferior a 5000$00, metade das taxas designadas na alínea a);

c) Navio português, em navegação costeira e de cabotagem nos casos das alíneas a), b) ou d), metade de emolumento respectivo;

d) Qualquer acto de despacho em caso não previsto nas alíneas a) e b) ... 46,20

§ único. As taxas indicadas nas alíneas a), b), c) e d) incidem sobre os despachos efectuados no primeiro porto de saída, sendo reduzidas a metade nos restantes portos em que toque o navio.

73.º ...
74.º Relatório ou protesto de mar, seu recebimento e legalização ... 105
75.º Numeração e rubrica de qualquer dos quatro livros de bordo ... 147
76.º Inventário de navio, seus aprestos e carga:
a) Pela primeira lauda ... 147
b) Por cada lauda a mais ... 63
77.º Declaração de inavigabilidade e autorização para venda do navio ... 210
78.º Autorização para levantamento de dinheiro, excepto para navios de guerra quando é gratuito ... 210

79.º Autorização para matrícula de marinheiro português em navio estrangeiro ... 37,80

80.º Por cada registo de transmissão ou hipoteca ou inscrição provisória de hipoteca de navio:

a) Sendo inferior a 300000$00 o valor do acto ... 147
b) Sendo o valor do acto igual ou superior a 300000$00 até 1000000$00 ... 7/1000

c) Sendo o valor do acto superior a 1000000$00, ao emolumento devido na alínea b) acresce pelo excedente sobre aquele montante ... 5/1000

81.º Exame e legalização de escritura de compra de navio ... 231
82.º Mudança de bandeira:
a) De portuguesa para estrangeira, incluindo o registo e a recepção em depósito dos papéis da embarcação, além de outra taxa a pagar no caso de venda ... 504

b) De estrangeira para portuguesa, além de outra taxa a pagar ... 210
83.º Passaporte provisório de navio ou averbamento no passaporte ... 231
84.º Certificado de navegabilidade provisório ... 210
SEÇCÃO VI
Actos diversos
85.º Licença para transporte de cadáver ... 105
86.º Por cada certidão de teor integral ou parcial ou pública:
Pela primeira lauda ... 25,20
Por cada lauda seguinte ... 16,80
87.º Por cada certidão de narrativa ou certificado:
Pela primeira lauda ... 28
Por cada lauda seguinte ... 16,80
88.º Certificado, atestado, autorização ou alvará não especificados na presente tabela ... 63

89.º Busca em diligência não judicial nos livros, papéis ou processos de posto consular:

a) De cada ano indicado pela parte ... 21
b) Apontando a parte do dia, mês e ano ... 21
§ único. Este emolumento nunca poderá exceder 3600$00.
90.º Qualquer acto escrito, transcrito ou registado, não especificado na presente tabela ... 46,20

SEÇCÃO VII
Percentagens
91.º Intervenção do funcionário consular na venda de navio português, sobre o produto da venda ... 4%

92.º Presidência do funcionário consular a um leilão ou arrematação em hasta pública, excepto nos casos a que se referem os n.os 91.º e 94.º; sobre o produto da venda ... 6%

§ único. A comissão do leiloeiro será sempre paga pelo arrematante, segundo a taxa do estilo na localidade.

93.º Guarda e depósito de dinheiro, fazendas ou quaisquer valores ou títulos alheios a espólios, incluindo o acto de levantamento ... 1% por ano

§ 1.º O emolumento a cobrar ao abrigo deste número nunca será inferior a 1000$00.

§ 2.º Não será cobrado qualquer emolumento relativamente ao período durante o qual os valores depositados se mantiverem indisponíveis pelos respectivos titulares em virtude de restrições impostas pelas autoridades locais.

§ 3.º São isentos de emolumentos a guarda e depósito de dinheiro, valores, títulos ou quaisquer objectos efectuados por não residentes no distrito consular por motivo de sinistro terrestre, marítimo ou aéreo.

94.º As importâncias cobradas pelos consulados destinadas às famílias de portugueses vítimas de desastres no trabalho não estão sujeitas à arrecadação de qualquer percentagem.

95.º Cobrança de créditos ou de quaisquer valores, mercê da intervenção de espólios, verba paga pelos credores, recaindo sobre o produto líquido por eles recebido ... 8%

§ único. São gratuitos os levantamentos de fundos destinados a navios de guerra nacionais.

Anexos

  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/34386.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1965-11-13 - Decreto-Lei 46641 - Ministério dos Negócios Estrangeiros - Direcção-Geral dos Negócios Económicos e Consulares

    Aprova a tabela de emolumentos consulares para vigorar em todos os postos consulares, a partir de 1 de Janeiro de 1966.

  • Tem documento Em vigor 1982-04-15 - Lei 4/82 - Assembleia da República

    Altera a tabela de emolumentos consulares, aprovada pelo Decreto-Lei número 46641, de 13 de Novembro 1965.

  • Tem documento Em vigor 1982-11-30 - Decreto-Lei 463/82 - Ministério dos Negócios Estrangeiros - Direcção-Geral dos Serviços Centrais

    Altera alguns artigos da tabela aprovada pelo Decreto-Lei n.º 46641, de 13 de Novembro de 1965 (tabela de emolumentos consulares).

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda