Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Portaria 531/91, de 15 de Junho

Partilhar:

Sumário

ALTERA O MAPA DO PESSOAL ASSALARIADO DA EMBAIXADA DE PORTUGAL EM VARSÓVIA APROVADO PELA PORTARIA NUMERO 255/82, DE 9 DE MARCO DE 1982, COM EFEITOS A PARTIR DE 1 DE JANEIRO DE 1991.

Texto do documento

Despacho Normativo 126/91

Considerando que pelo Decreto-Lei 93/90, de 19 de Março, foi criada, no Ministério do Planeamento e da Administração do Território, a Comissão da Reserva Ecológica Nacional, para a qual foram estipuladas apenas as suas competências e composição:

Considerando ainda que é necessário, também, definir com rigor o seu modo de funcionamento, em complemento do estabelecido nos artigos 8.º e 9.º do mesmo decreto-lei, determina-se o seguinte:

1 - A Comissão da Reserva Ecológica Nacional, também designada por Comissão da REN e adiante referida apenas por Comissão, tem a composição que lhe foi definida por lei.

2 - Os vogais da Comissão são aqueles que para o efeito forem designados pelas entidades que dela fazem parte.

3 - Cada vogal da Comissão poderá ter um suplente, que o substituirá nos seus impedimentos, com as mesmas competências.

4 - A Comissão reúne ordinariamente em data previamente acordada entre o presidente e os vogais e extraordinariamente a convocação do presidente, por sua própria iniciativa ou a solicitação de, pelo menos, três vogais.

5 - A presidência das reuniões da Comissão da REN, quando não puder ser assegurada pelo director-geral do Ordenamento do Território, por impedimento deste, sê-lo-á pelo outro representante do Ministério do Planeamento e da Administração do Território.

6 - As reuniões da Comissão não serão iniciadas sem ser confirmada a existência de quórum, podendo, entretanto, prosseguir até conclusão da ordem de trabalhos aprovada para essa reunião, qualquer que seja o número de vogais presentes, se estes concordarem com tal procedimento.

7 - Considerar-se-á haver quórum para as reuniões da Comissão quando estiver representada pelo menos metade das entidades indicadas no n.º 1 do artigo 9.º do Decreto-Lei 93/90, de 19 de Março, com a redacção dada pelo Decreto-Lei 316/90, de 13 de Outubro.

8 - Quando, no decurso de uma reunião da Comissão, houver necessidade de recorrer a votação, as decisões serão tomadas por maioria dos votos dos vogais presentes, só contando o voto dos vogais suplentes na falta dos vogais que substituam, e tendo o presidente, em caso de empate, voto de qualidade.

9 - Os vogais da Comissão poderão participar nas reuniões acompanhados de técnicos que os apoiem na sua decisão, mas que não contarão para efeitos de quórum nem terão direito a voto.

10 - Das reuniões da Comissão serão lavradas actas, que, embora sucintas, deverão discriminar os processos aprovados e as decisões tomadas.

11 - Para informar o seu processo de decisão, poderá a Comissão, no seu conjunto ou através de um ou mais dos seus vogais, proceder à audição de pessoas e ou de entidades e a visitas a locais, quando tal for considerado necessário, sendo, no último caso, os encargos de deslocação suportados pelas entidades representadas pelos vogais que se desloquem.

12 - Para melhor e mais expedito exercício das suas competências, pode a Comissão constituir subcomissões ou grupos de trabalho, necessariamente compostos apenas por vogais da Comissão, aplicando-se também às subcomissões o disposto neste regimento.

Ministério do Planeamento e da Administração do Território, 16 de Abril de 1991. - O Ministro do Planeamento e da Administração do Território, Luís Francisco Valente de Oliveira.

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/1991/06/15/plain-26832.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/26832.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1990-03-19 - Decreto-Lei 93/90 - Ministério do Planeamento e da Administração do Território

    Revê o regime jurídico da Reserva Ecológica Nacional (REN), estabelecido pelo Decreto-Lei nº 321/83 de 5 de Julho.

  • Tem documento Em vigor 1990-10-13 - Decreto-Lei 316/90 - Ministério do Planeamento e da Administração do Território

    Prevê a intervenção do Ministério do Ambiente e Recursos Naturais na gestão da Reserva Ecológica Nacional.

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda