Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Decreto-lei 161/81, de 11 de Junho

Partilhar:

Sumário

Estabelece um prazo de sessenta dias para que os detentores de aparelhos de televisão não registados possam proceder ao seu registo sem pagamento de multas, sobretaxas ou adicionais.

Texto do documento

Decreto-Lei 161/81

de 11 de Junho

A Radiotelevisão Portuguesa, E. P., necessita, para desempenho da função social de prestação do serviço público de radiotelevisão que, em exclusivo e por lei, lhe está cometida, de dispor de meios financeiros próprios e suficientes, sob pena de se colocarem em risco os princípios constitucionais a que a sua actividade se encontra subordinada.

Ora, sendo as taxas a principal fonte de receita da empresa pública concessionária desse serviço público de radiotelevisão, é indispensável que os próprios utentes, como directos beneficiários do serviço, se vão consciencializando de que é a cada um deles que cabe providenciar pela melhoria do serviço prestado através do registo dos seus televisores e do pagamento voluntário e atempado das taxas.

Nesta perspectiva, está já em estudo uma reformulação do conceito «taxa de televisão» e da legislação vigente e a sua adequação à nova televisão por que todos ansiamos. Como primeiro passo, entendeu-se conveniente dar a todos os utentes do serviço público de televisão a possibilidade de, voluntariamente e sem qualquer acréscimo, procederem à regularização do registo dos seus televisores.

Assim:

O Governo decreta, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 201.º da Constituição, o seguinte:

Artigo único. Durante o período de sessenta dias, contados da entrada em vigor do presente diploma, pode qualquer detentor de um aparelho receptor de televisão não registado que pretenda, voluntariamente, proceder ao seu registo fazê-lo directamente na RTP - Radiotelevisão Portuguesa, E. P., através de impresso adequado, à sua disposição em qualquer estação dos CTT, ou através de carta registada com aviso de recepção, na qual indique as características do aparelho e a sua identificação completa, ficando dispensado, por esse facto e desde que se trate de um primeiro registo, da prova da data da sua aquisição e do pagamento de qualquer multa, sobretaxa ou adicional.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 19 de Maio de 1981. - Francisco José Pereira Pinto Balsemão.

Promulgado em 31 de Maio de 1981.

Publique-se.

O Presidente da República, ANTÓNIO RAMALHO EANES.

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/1981/06/11/plain-5882.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/5882.dre.pdf .

Ligações para este documento

Este documento é referido nos seguintes documentos (apenas ligações a partir de documentos da Série I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1981-09-03 - Decreto-Lei 261/81 - Presidência do Conselho de Ministros

    Prorroga o prazo fixado no artigo único do Decreto-Lei n.º 161/81, de 11 de Junho (regularização de aparelhos de televisão).

  • Tem documento Em vigor 2019-04-15 - Decreto-Lei 49/2019 - Presidência do Conselho de Ministros

    Determina a cessação de vigência de decretos-leis publicados entre os anos de 1981 e 1985

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda