Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Despacho Normativo 47-B/2002, de 16 de Outubro

Partilhar:

Sumário

Aprova o Regulamento de Apoio Financeiro à Edição de Obras de Literatura e Cultura Africanas, publicado em anexo.

Texto do documento

Despacho Normativo 47-B/2002

Na prossecução das suas atribuições, cabe ao Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, em conformidade com o disposto na alínea a) do n.º 1 do artigo 2.º do Decreto-Lei 90/97, de 19 de Abril, assegurar o desenvolvimento de uma política do livro não escolar e da leitura no País através da execução e do acompanhamento de programas relativos à criação, edição, distribuição, comercialização e promoção do livro e da leitura.

O Programa de Apoio à Edição, aprovado por despacho do Ministro da Cultura de 18 de Novembro de 1996, constitui um dos programas específicos do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, que tem como orientação prioritária a realização de um projecto integrado de incentivo à publicação de obras que supram as carências e lacunas do património bibliográfico nacional.

No âmbito deste Programa, foi criada uma linha de apoio à edição de obras de literatura e cultura africanas destinada a promover a edição de obras de carácter literário de autores de nacionalidades africanas, bem como obras de natureza ensaística sobre a África que contribuam para o enriquecimento do património cultural e científico africano.

Pretende-se, assim, tornar acessível a um público alargado um conjunto de saberes que, elevando o nível de conhecimentos, são essenciais ao desenvolvimento do exercício da cidadania e de uma sociedade mais informada e crítica.

Desta forma é também possível promover a oferta cultural na sua plural diversidade, visando a proximidade entre as obras editadas e os seus públicos específicos, de modo que à diversidade de públicos existentes corresponda, tanto quanto possível, igual diversidade de oferta no mercado editorial.

Assim, tornando-se necessário definir as condições de acesso e o modelo de apoio financeiro a conceder no âmbito desta linha de apoio, determino o seguinte:

1 - É aprovado o Regulamento de Apoio Financeiro à Edição de Obras de Literatura e Cultura Africanas, anexo ao presente despacho e que dele faz parte integrante.

2 - O presente despacho entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.

Ministério da Cultura, 14 de Outubro de 2002. - Pelo Ministro da Cultura, José Manuel Amaral Lopes, Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Cultura.

REGULAMENTO DE APOIO FINANCEIRO À EDIÇÃO DE OBRAS DE

LITERATURA E CULTURA AFRICANAS

Artigo 1.º

Objecto

O presente Regulamento estabelece as bases normativas do apoio financeiro à edição de obras de literatura e cultura africanas a conceder pelo Ministério da Cultura através do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, adiante designado por IPLB.

Artigo 2.º

Âmbito de aplicação

1 - Os apoios a conceder destinam-se à edição de:

a) Obras de carácter literário de autores de nacionalidades africanas;

b) Obras de carácter ensaístico, de autores portugueses e estrangeiros, que incidam sobre temas de cultura africana.

2 - As obras referidas na alínea b) do número anterior devem enquadrar-se nas áreas temáticas do ensaísmo literário e do ensaísmo no domínio das ciências sociais e humanas.

Artigo 3.º

Requerentes e beneficiários

1 - Podem candidatar-se e beneficiar do apoio previsto no presente Regulamento as seguintes entidades:

a) As empresas editoras com sede e actividade no território de Portugal continental;

b) Outras pessoas colectivas de direito privado, dotadas de personalidade jurídica, com fins culturais, que tenham a sua sede e exerçam a actividade editorial no território de Portugal continental.

2 - Exceptuam-se do disposto no número anterior as instituições universitárias e os serviços e organismos da administração central e local.

Artigo 4.º

Modalidade do apoio financeiro

1 - A concessão do apoio financeiro reveste a forma de aquisição pelo IPLB de um determinado número de exemplares com uma redução de 20% em relação ao preço de venda ao público, de acordo com o disposto no Decreto-Lei 176/96, de 21 de Setembro.

2 - O apoio a atribuir a cada uma das obras seleccionadas, através da aquisição de exemplares referida no número anterior, não pode exceder 50% do custo total de produção.

3 - O montante do apoio financeiro é determinado por uma percentagem que varia entre 30% e 50% do custo total de produção, ponderado o montante desse custo e a sua relação com o preço de venda ao público.

4 - No caso de obras com custos de edição elevados ou que pela sua natureza se destinem a públicos muito restritos, o IPLB pode, por essas razões, atribuir um apoio inferior a 30% desses custos.

5 - Para os efeitos do apoio a conceder ao abrigo do presente Regulamento, considera-se que o custo total de edição não abrange os custos administrativos nem os custos de promoção.

6 - Os exemplares adquiridos são distribuídos, preferencialmente, pelas bibliotecas integradas na rede nacional de bibliotecas públicas.

Artigo 5.º

Concurso público

São abertos concursos públicos para a selecção das obras referidas no artigo 2.º do presente Regulamento durante o mês de Outubro do ano anterior a que dizem respeito.

Artigo 6.º

Publicitação do concurso

1 - O concurso é publicitado pelo IPLB através de aviso de abertura afixado nas suas instalações e publicado na página da Internet e em quatro jornais de expansão nacional.

2 - O aviso deve mencionar obrigatoriamente as áreas temáticas postas a concurso, o montante global do apoio financeiro a atribuir, o prazo de apresentação das candidaturas, o local de entrega e a regulamentação aplicável.

Artigo 7.º

Prazo para apresentação das candidaturas

O prazo para a apresentação de candidaturas não pode ser inferior a 30 dias.

Artigo 8.º

Instrução das candidaturas

As candidaturas são formalizadas através da apresentação ou do envio ao IPLB dos seguintes elementos:

a) Requerimento preenchido em formulário próprio, fornecido pelo IPLB;

b) Quatro exemplares do texto integral da obra a publicar, o qual deverá ser apresentado num único dossier, organizado de forma a impedir a separação ou o acréscimo de folhas;

c) Certidão do registo comercial da entidade candidata;

d) Declaração, assinada pelo representante legal da entidade candidata, sob compromisso de honra, de que tem a situação regularizada relativamente a dívidas por impostos ao Estado e a dívidas por contribuições para a segurança social.

Artigo 9.º

Regularização das candidaturas

1 - Os candidatos cujas candidaturas não estejam devidamente instruídas nos termos dos números anteriores são notificados para proceder à entrega dos elementos em falta no prazo de cinco dias úteis.

2 - Findo aquele prazo sem que os candidatos regularizem as candidaturas, o IPLB procede à exclusão das mesmas.

Artigo 10.º

Composição do júri de avaliação e selecção

1 - A avaliação e selecção das candidaturas admitidas a concurso compete a um júri composto por três membros nomeados por despacho do Ministro da Cultura, sob proposta do IPLB.

2 - Os membros do júri são personalidades de reconhecida competência, experiência e qualificação nas áreas de literatura e cultura africanas.

3 - Os membros do júri têm direito a uma remuneração de montante a fixar por despacho do Ministro da Cultura, sob proposta do IPLB.

4 - O IPLB assegura o apoio técnico e administrativo necessário aos trabalhos de avaliação das candidaturas.

Artigo 11.º

Critérios de apreciação das candidaturas

1 - Os critérios de avaliação das candidaturas de obras de literatura africana são os seguintes:

a) Originalidade do tema;

b) Interesse literário;

c) Oportunidade editorial;

d) Público alvo.

2 - Relativamente às obras sobre cultura africana, além dos critérios acima enunciados, aplica-se também o critério do rigor da investigação.

3 - A apreciação das candidaturas deve ser efectuada no prazo máximo de 45 dias a contar da data de entrega dos processos aos respectivos júris.

4 - Em cada uma das áreas temáticas, a selecção das obras a apoiar será fundamentada no parecer científico e cultural elaborado pelo júri, o qual deverá também proceder à respectiva hierarquização com vista ao estabelecimento da prioridade dos apoios a conceder.

Artigo 12.º

Parecer técnico sobre o orçamento

Após a apreciação de mérito, as obras propostas para apoio pelos diferentes júris são objecto de um parecer técnico sobre o rigor e equilíbrio dos orçamentos apresentados, de acordo com o previsto no artigo 4.º

Artigo 13.º

Decisão final

1 - Concluído o processo de selecção, compete ao director do IPLB, no prazo de cinco dias úteis, elaborar uma proposta de atribuição dos apoios financeiros, com a indicação do seu montante global, a submeter à homologação do Ministro da Cultura, que deve decidir em igual prazo.

2 - Após a homologação da proposta dos apoios financeiros concedidos, o IPLB torna pública a decisão final, até ao fim do 1.º trimestre do ano a que se refere o concurso, mediante aviso afixado nas suas instalações, publicitado na página da Internet e notificado aos candidatos.

Artigo 14.º

Acordo de apoio financeiro

1 - Os apoios financeiros atribuídos ao abrigo do presente Regulamento são formalizados através de acordos a celebrar entre o IPLB e os beneficiários nos quais se definem os direitos e obrigações de ambas as partes.

2 - Do acordo de apoio financeiro devem constar as seguintes obrigações para os beneficiários:

a) Editar a obra apoiada até 15 de Novembro do ano a que respeita o concurso;

b) Incluir na contracapa os logótipos do Ministério da Cultura e do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, acompanhados da seguinte indicação:

«Publicação patrocinada pelo Instituto Português do Livro e das Bibliotecas.» 3 - O IPLB obriga-se a efectuar o pagamento dos apoios concedidos no prazo de 45 dias após a entrega dos exemplares adquiridos.

Artigo 15.º

Incumprimento

O incumprimento injustificado das normas constantes do presente Regulamento e das obrigações contratuais assumidas pelo beneficiário implica o cancelamento do apoio e constitui impedimento para obtenção de apoio financeiro do IPLB no âmbito do concurso a realizar no ano seguinte.

Anexos

  • Texto integral do documento: https://dre.tretas.org/pdfs/2002/10/16/plain-157407.pdf ;
  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/157407.dre.pdf .

Ligações deste documento

Este documento liga aos seguintes documentos (apenas ligações para documentos da Serie I do DR):

  • Tem documento Em vigor 1996-09-21 - Decreto-Lei 176/96 - Ministério da Cultura

    Institui o regime do preço fixo do livro.

  • Tem documento Em vigor 1997-04-19 - Decreto-Lei 90/97 - Ministério da Cultura

    Aprova a lei orgânica do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas (IPLB), pessoa colectiva de direito público, dotada de autonomia administrativa, sob tutela do Ministro da Cultura, com o objectivo de definir e assegurar, a nível nacional, a coordenação e execução de uma política integrada do livro não escolar e das bibliotecas. Define as atribuições do IPLB, assim como os seus órgãos e serviços. Cria o quadro de pessoal dirigente do IPLB, o qual é publicado em anexo. O IPLB superintende, no plano téc (...)

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda