Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda

Portaria 110/97, de 18 de Fevereiro

Partilhar:

Sumário

Aprova os modelos de cartão de identificação dos funcionários do Instituto da Cooperação Portuguesa (ICP)

Texto do documento

Portaria 110/97

de 18 de Fevereiro

Considerando a necessidade de criar um cartão de identificação dos funcionários do Instituto da Cooperação Portuguesa, com vista a facilitar o acesso às respectivas instalações, bem como a identificação junto de outros serviços e entidades públicas ou privadas:

Manda o Governo, pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, o seguinte:

1.º São aprovados os seguintes modelos de cartão de identificação anexos à presente portaria:

Modelo 1 - para uso dos membros da Direcção do Instituto da Cooperação Portuguesa - indicação de livre trânsito e assinados pelo Ministro, com faculdade de delegar (anexo I);

Modelo 2 - para uso do restante pessoal dos serviços do Instituto da Cooperação Portuguesa - assinados pelo presidente, com faculdade de delegar (anexo II).

2.º Os cartões são de cor branca, com escudo dourado e letras de cor preta, tendo uma faixa com as cores verde e vermelha no canto superior esquerdo e contendo o modelo 1 a menção «Livre trânsito» em letras maiúsculas de cor vermelha.

3.º A entidade emitente é o presidente da direcção do Instituto da Cooperação Portuguesa, que providenciará para que os cartões emitidos sejam registados em livro ou em base de dados própria, com os elementos de identificação convenientes.

4.º Os cartões são autenticados com a assinatura do presidente da direcção e com o selo branco, de forma que este incida sobre o canto inferior esquerdo da fotografia.

5.º Os cartões devem ser substituídos quando se verifique qualquer alteração nos elementos deles constantes e são obrigatoriamente recolhidos quando se verifique cessação ou suspensão de funções do respectivo titular.

6.º Em caso de extravio, deterioração ou destruição, pode ser emitida uma 2.ª via, do que se fará indicação expressa, mantendo esta o número do cartão anterior.

Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Assinada em 24 de Janeiro de 1997.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Jaime José Matos da Gama.

ANEXO I

Modelo de cartão de identificação

Membros da direcção

(ver documento original)

ANEXO II

Modelo de cartão de identificação

Restante pessoal

(ver documento original)

Anexos

  • Extracto do Diário da República original: https://dre.tretas.org/dre/2492473.dre.pdf .

Aviso

NOTA IMPORTANTE - a consulta deste documento não substitui a leitura do Diário da República correspondente. Não nos responsabilizamos por quaisquer incorrecções produzidas na transcrição do original para este formato.

O URL desta página é:

Clínica Internacional de Campo de Ourique
Pub

Atenção

Tendo em conta a melhoria do site oficial do DRE, tenho de ponderar a continuação deste site no futuro. Vou tentar fazer rapidamente um post com os prós e contras da manutenção deste site de modo a dar aos utilizadores uma forma de expressarem a sua opinião sobre este assunto.

Como a adaptação do software para obter o texto dos documentos a partir do novo site do dre é trivial, já estamos neste momento a actualizar a base de dados.

Outros Sites

Visite os nossos laboratórios, onde desenvolvemos pequenas aplicações que podem ser úteis:


Simulador de Parlamento


Desvalorização da Moeda